Logo do SPC Brasil
Leia este texto e veja como montar uma carteira de investimentos dependendo do seu perfil investidor!

Como montar uma carteira de investimentos e ter sucesso ainda em 2024

Saber como montar uma carteira de investimentos eficaz exige conhecimento, paciência e estratégia.

Pensando nisso, hoje o SPC Brasil vai mostrar para você como iniciar e organizar seus investimentos para alcançar sucesso, focando em métodos confiáveis e ajustes personalizados de acordo com seu perfil. Vamos lá?

O que é uma carteira de investimentos?

Carteira de investimentos é uma coleção de ativos financeiros que uma pessoa ou instituição possui, e é projetada com o objetivo de alcançar metas financeiras específicas.

Ela pode incluir uma variedade de investimentos, como ações, títulos de dívida — debêntures, títulos públicos —, fundos de investimento, commodities e imóveis. Entenda melhor cada um:

• Ações: uma ação representa a menor parcela do capital social das sociedades anônimas e companhias. Elas são emitidas com o objetivo de captar recursos para os negócios da empresa, utilizando o formato de capital próprio;

• Títulos de dívida: são ativos emitidos por empresas ou governos. Eles têm o objetivo de captar recursos para o financiamento das atividades das empresas, incluindo investimentos e projetos para crescimento. Com um título de dívida o emissor do título assume uma dívida com o investidor que fizer a compra;

• Debêntures: debêntures são empréstimos que as empresas preferem captar no mercado, e não com bancos. São utilizados para financiar atividades e pagam juros sobre o valor recolhido, gerando lucro aos investidores;

• Títulos públicos: os títulos públicos são títulos de renda fixa emitidos pelo governo;

• Fundos de investimento: são recursos destinados à aplicação em ativos financeiros e funcionam como uma estrutura formal de investimento coletivo, onde diversos investidores reúnem seus recursos para investir de forma conjunta no mercado financeiro;

• Commodities: são mercadorias básicas com preços definidos em bolsas de valores, com baixo valor agregado. Elas são comercializadas em larga escala no mercado internacional.

Agora que você já entendeu melhor esse universo, é importante saber também que a composição de uma carteira pode variar bastante dependendo de fatores como os objetivos financeiros, o horizonte de tempo para investimento e a tolerância ao risco que o investidor possui.

Como montar uma carteira de investimentos? 8 dicas de sucesso

Agora confira oito dicas para montar uma carteira de investimentos de sucesso:

1. Defina seus objetivos

O primeiro passo na montagem de uma carteira de investimentos é a definição clara de seus objetivos financeiros.

Pergunte-se: o que você espera alcançar com seus investimentos? Seus objetivos podem variar desde a preparação para a aposentadoria, a compra de uma casa, até a educação de seus filhos.

Estabelecer metas claras e mensuráveis te ajudará a escolher os investimentos adequados para cada uma delas e traçar uma estratégia eficaz de longo prazo.

Leia também: 8 dicas de planejamento financeiro para 2024.

2. Saiba seu perfil de investidor

O seu perfil investidor pode ser classificado como conservador, moderado ou agressivo.

Investidores conservadores preferem evitar perdas, enquanto os agressivos estão dispostos a aceitar maiores riscos em busca de retornos mais altos. Com o tempo, os tipos de investimento que te deixam confortável te ajudarão a entender melhor o seu perfil de investidor.

Nos tópicos a seguir você encontrará orientações valiosas sobre como começar a investir através de carteiras do tipo agressiva, moderada ou conservadora.

Entender seu perfil te ajudará a selecionar ativos que se alinhem com seu nível de conforto em assumir riscos, garantindo que você mantenha a tranquilidade durante as flutuações do mercado.

3. Monte uma reserva de emergência

Antes de começar a investir de fato, é essencial estabelecer uma reserva de emergência.

Este fundo deve ser suficiente para cobrir de três a seis meses de despesas, proporcionando um colchão financeiro que permita lidar com imprevistos sem a necessidade de zerar seus investimentos de forma apressada.

A reserva deve ser mantida em instrumentos de alta liquidez — que podem ser rapidamente convertidos em dinheiro — e baixo risco, como poupança ou fundos de renda fixa.

4. Pesquise sobre o mercado financeiro

Uma educação financeira sólida é a base para um investimento bem-sucedido. Dedique tempo para aprender sobre os diferentes tipos de investimentos disponíveis, incluindo ações, títulos, fundos de investimento, commodities e imóveis.

Compreender as características, riscos e vantagens de cada tipo de ativo permitirá que você faça escolhas mais informadas e construa uma carteira diversificada e robusta.

Para aprender, além de pesquisar sobre o mercado financeiro, você pode contar com filmes que abordam histórias de investimentos, livros que ensinam técnicas e até mesmo canais de profissionais na internet.

5. Estabeleça prazos

Os prazos dos seus investimentos devem refletir os seus objetivos financeiros.

Investimentos de curto prazo — como uma viagem planejada para os próximos dois anos — requerem ativos mais líquidos e menos instáveis.

Por outro lado, para metas de longo prazo, como a aposentadoria, você pode se permitir investir em ativos com maior potencial de valorização a longo prazo, como ações.

6. Diversifique sua carteira

Distribuir seus investimentos entre diferentes classes de ativos, setores e localidades pode proteger sua carteira contra inconstâncias específicas de mercado.

A diversificação reduz a dependência e ajuda a balancear os riscos e a potencializar os retornos, aproveitando as oportunidades de diferentes áreas do mercado financeiro.

7. Analise os riscos

Cada investimento carrega seu próprio conjunto de riscos, que podem variar de acordo com fatores econômicos, políticos e sociais.

Avaliar o impacto potencial de diferentes cenários em seus ativos permitirá que você faça ajustes necessários na sua carteira, minimizando possíveis perdas.

É fundamental analisar e entender esses riscos antes de fazer qualquer investimento.

8. Crie o hábito de investir

Investir não é apenas uma ação pontual, mas um hábito que deve ser cultivado.

Estabeleça uma rotina de investimentos, aproveitando técnicas como o aporte mensal e a revisão periódica da carteira.

Essa atitude não só contribui para o crescimento do patrimônio ao longo do tempo, mas também ajuda a manter sua estratégia alinhada com seus objetivos financeiros.

Como montar uma carteira de investimentos: opções e dicas para cada perfil

Como mencionamos, a criação de uma carteira de investimentos bem-sucedida requer uma abordagem personalizada que considere seu perfil de risco e seus objetivos financeiros. Entenda melhor nos tópicos a seguir:

Carteira de investimentos conservadora

Para investidores que priorizam a segurança e a preservação do capital, a carteira conservadora é ideal.

Este perfil geralmente inclui ativos de menor risco, como títulos de renda fixa — Tesouro Direto, CDBs, LCIs e LCAs — e fundos de investimento que focam em dívidas corporativas de alta qualidade ou títulos governamentais.

Embora os retornos possam ser menores comparados a opções mais arriscadas, a inconstância também é reduzida — o que é importante para quem não deseja enfrentar surpresas no curto prazo.

Outra possível desvantagem, especialmente quando falamos em Títulos do Tesouro, pode ser a falta de liquidez — que é a capacidade de converter um bem em dinheiro —, fazendo com que o valor não possa ser sacado a qualquer momento.

Carteira de investimentos moderada

Investidores com um perfil moderado estão dispostos a aceitar riscos intermediários para alcançar melhores retornos.

Uma carteira moderada costuma mesclar ativos de renda fixa — que possuem retornos mais previsíveis — com uma proporção significativa de renda variável, como ações e fundos de ações.

Esse tipo de carteira também pode incluir fundos multimercados como uma maneira de obter exposição a diferentes estratégias de investimento e classes de ativos dentro de um único fundo, alocando capital em diversos tipos de ativos, de acordo com sua rentabilidade.

Essa abordagem busca um equilíbrio entre segurança e crescimento, aproveitando as oportunidades de mercado sem se expor a riscos excessivos.

Carteira de investimentos agressiva

Destinada a investidores que têm alta tolerância ao risco e um horizonte de investimento de longo prazo, a carteira agressiva foca em maximizar os retornos — quase sempre com ativos de renda variável, onde o retorno é imprevisível no momento do investimento.

Ações, fundos de ações, commodities e investimentos em mercados emergentes são comuns.

Investidores agressivos preferem explorar opções de investimentos que podem potencializar seus ganhos, mas precisam estar cientes de que isso também aumenta o risco de perdas.

É vital para o investidor deste perfil manter-se atualizado com os movimentos de mercado e ter uma estratégia clara para ajustar sua carteira conforme as condições mudam, correndo riscos com mais segurança.

Por que é tão importante diversificar sua carteira de investimentos?

Diversificar a carteira de investimentos é uma das estratégias mais eficazes para gerenciar riscos e melhorar as chances de retorno no longo prazo.

Ao investir em diferentes classes de ativos, setores e geografias, você reduz a dependência de qualquer investimento individual e, por consequência, diminui os riscos de perdas consideráveis.

Diferentes ativos muitas vezes reagem de maneira diferente a eventos econômicos, então, diversificar ajuda a estabilizar o desempenho da carteira sob variadas condições de mercado.

Essa é uma prática recomendada tanto para investidores novatos quanto para os mais experientes, sendo um pilar fundamental para a construção de um portfólio de investimentos saudável.

Qual é a participação do SPC Brasil no processo de investimento?

Além de uma série de conteúdos educacionais para ajudar investidores a entender melhor o mercado, o SPC Brasil pode ajudar de diversas formas, como, por exemplo, na análise do histórico de crédito de empresas em que você queira investir.

Em outras palavras, você pode contar com as soluções do SPC Brasil para obter informações detalhadas e, assim, entender se a empresa em que você quer investir é uma escolha segura ou não.

Conheça as Consultas de CNPJ do SPC Brasil agora mesmo: acesse clicando aqui!

19/06/2024

    Acesso rápido

  1. Como montar uma carteira de investimentos e ter sucesso ainda em 2024
  2. O que é uma carteira de investimentos?
  3. Como montar uma carteira de investimentos? 8 dicas de sucesso
  4. Como montar uma carteira de investimentos: opções e dicas para cada perfil
  5. Por que é tão importante diversificar sua carteira de investimentos?
  6. Qual é a participação do SPC Brasil no processo de investimento?

Assuntos relacionados

Blog SPC Brasil: mais conhecimento, saúde financeira e informação de qualidade pra você!

Leia este texto e entenda o que é o IOF e como impacta diretamente na sua saúde financeira! Clique aqui!

O que é IOF e como ele impacta na vida financeira?

19/07/2024

Leia este texto e entenda o que é o IOF e como impacta diretamente na sua saúde financeira! Clique aqui!

Organização financeira é a virada de chave para uma vida melhor: trouxemos 10 dicas de organização financeira que realmente fazem a diferença. Confira!

Organização financeira: 10 dicas de quem entende do assunto

11/01/2024

E aí, como estão as suas finanças hoje? Com certeza você já se perguntou “como ter uma vida financeira organizada” ou “como ter um planejamento financeiro pessoal”. A verdade é que imprevistos acontecem e para passar por eles, só com muita organização. Se você quer dicas para equilibrar as coisas, pegue seu caderninho de anotações e vem com a gente: o SPC Brasil te ajuda com dicas de organização financeira.

O score de crédito avalia o seu histórico financeiro para dizer se você um bom pagador. A pontuação do score de crédito é muito importante. Saiba tudo aqui!

Score de crédito: o que é, como funciona e para que serve

18/01/2024

E aí, quando foi a última vez que você consultou seu Score de Crédito? Fazer essa consulta é o primeiro passo para entender se você tem muitas ou poucas chances de conseguir crédito para empréstimos e financiamentos. Hoje mostraremos como o Score de Crédito pode ser a chave para abrir portas incríveis ou trancar algumas oportunidades.