Em abril de 2020, o número de inadimplentes do Brasil cresceu 2,91% em relação ao mesmo período em 2019.

INADIMPLÊNCIA PESSOA FÍSICA

São Paulo, 07 de maio de 2020 – Em abril de 2020, o número de inadimplentes do Brasil cresceu 2,91% em relação ao mesmo período em 2019 e o total de consumidores negativados chegou a 62,83 milhões, o equivalente a 40,01% da população adulta do país.

Com base nos dados disponíveis em sua base, que abrangem informações de capitais e interior de todos os 26 Estados da federação, além do Distrito Federal, o SPC Brasil informa que a variação mensal do número de devedores cresceu 1,68%, sendo a primeira maior variação mensal para os meses de abril em toda a série histórica.
O número de devedores com participação mais expressiva no Brasil em abril está na faixa etária de 30 a 39 anos (25,0%), sendo em sua maioria (50,78%) mulheres. Além disso, cada consumidor negativado devia, em média, R$ 3.206,72 na soma de todas as dívidas.

Quanto à evolução das dívidas em atraso, em abril desse ano, o número cresceu 0,60% em relação ao mesmo período no ano anterior e, na passagem de março para abril, houve um crescimento de 1,38% nos débitos.
Destacam-se os débitos no setor de Água e Luz, que apresentam forte crescimento de 18,00%, enquanto o setor de Comunicações viu um recuo de -8,94% após fortes altas no início da crise econômica.
Para todos os indicadores, considera-se que uma dívida é a relação de um credor com um devedor, mesmo que esse credor tenha incluído vários registros desse devedor junto ao SPC Brasil. Ou seja, mesmo que um devedor tenha quatro dívidas registradas num mesmo credor, assume-se que esse consumidor tem apenas uma pendência.

Sobre o SPC Brasil – Há 60 anos no mercado, o SPC Brasil possui um dos mais completos bancos de dados da América Latina, com informações de crédito de pessoas físicas e jurídicas. É a plataforma de inovação do Sistema CNDL para apoiar empresas em conhecimento e inteligência para crédito, identidade digital e soluções de negócios. Oferece serviços que geram benefícios compartilhados para sociedade, ao auxiliar na tomada de decisão e fomentar o acesso ao crédito. É também referência em pesquisas, análises e indicadores que mapeiam o comportamento do mercado, de consumidores e empresários brasileiros, contribuindo para o desenvolvimento da economia do país.

Sobre a CNDL – Criada em 1960, a CNDL é formada por Federações de Câmaras de Dirigentes Lojistas nos estados (FCDLs), Câmaras de Dirigentes Lojistas nos municípios (CDLs), SPC Brasil e CDL Jovem, entidades que, em conjunto, compõem o Sistema CNDL. É a principal rede representativa do varejo no país e tem como missão a defesa e o fortalecimento da livre iniciativa. Atua institucionalmente em nome de 500 mil empresas, que juntas representam mais de 5% do PIB brasileiro, geram 4,6 milhões de empregos e movimentam R$ 340 bilhões por ano.

Informações à Imprensa
Departamento de Marketing
marketing@spcbrasil.org.br